Click here to listen to the Daily Zohar [audio:http://dailyzohar.com/wp-content/uploads/audio/dz993.mp3|titles=Daily Zohar 993]
Holy Zohar text. Daily Zohar -993
:

Tikkun 70 – 98 Uma pessoa pode vir a esse mundo com uma correção relativa à sua fé e conexão com a luz. O homem pode se tornar justo, mas pode ser casado com uma mulher que desafia sua fé e lhe traz dificuldades em seguir o caminho direito. Rabbi Elazar pergunta a seu pai como essa pessoa pode corrigir seu relacionamento com sua esposa. Rabbi Shimon responde que ele deve tentar três mudanças em sua vida. 1. Mudar para um novo lugar que pode fazê-la feliz, porque algumas vezes o ambiente social cria uma energia que afeta o relacionamento. 2. Mudar o nome dela. Com isso ela terá uma alma renovada que pode dar uma melhor compreensão e apreciação do trabalho espiritual de seu marido. 3. Mudar suas ações. Trate sua esposa com amor e respeito para afetar mudanças positivas nela. 
Jó 33:29 “הֶן-כָּל-אֵלֶּה, יִפְעַל-אֵל– פַּעֲמַיִם שָׁלוֹשׁ עִם-גָּבֶר. ” “Eis que tudo isto é obra de Deus, duas e três vezes para com o homem,” Rabbi Shimon cita esse verso e diz que D’us nos faz esses passos durante o processo de correção. Se esses três passos não juntarem o casal no mesmo caminho, então o homem deve proteger-se de cair divorciando-se de sua esposa e casando com uma que o ajudará a construir um recipiente melhor para a luz. O processo dos três passos é uma coisa séria e os homens não devem procurar por uma desculpa rápida para conseguir um divórcio porque é permitido. O processo de tikun pode levar uma pessoa a uma relação difícil e desafiadora. O homem é a pessoa responsável para trazer a luz para casa e a mulher para manifestá-la. O homem deve se esforçar muito para resolver todos os problemas e para trazer paz e unidade entre eles. Apenas depois dele esgotar todos os três métodos de mudança, é considerado ter completado o tikun com sua esposa e então ele pode escrever uma carta de divórcio. A regra é que o homem faz a ação de escrever o divórcio porque é sua responsabilidade e seu tikun. Hoje em dia, homens indicam escriturários qualificados para fazer o trabalho em seu nome. Uma mulher que é casada com um homem que está longe da luz deve criar um recipiente para ele desejar a luz e dar a ele oportunidades para que prove a si mesmo como um canal apropriado para ela e para a família. Ela tem o poder de manifestação e pode determinar a direção do relacionamento. Se o homem é ‘impotente’, significando incapaz de canalizar a luz, então ela deve considerar o divórcio, porém se eles têm filhos juntos, então é uma manifestação da luz e ela não pode pedir pelo divórcio sem considerar o bem estar e estabilidade das crianças.
Dinheiro e sucesso material da família nunca devem ser assuntos para divórcio. Sempre devemos ficar felizes com o que temos na vida e nos concentrar na alma e conexões espirituais. Os sábios nos ensinaram que a vida é apenas um corredor em direção ao palácio do grande rei. Se a alma é pura, então ela pode ir para as grandes salas internas, porque o rei não se importa com ouro ou o tipo de tecido sobre a pele.
{||}

traduzido por Denis Schaefer